Um mundo prático: criando a máquina de lavar

Presente em muitas residências, a chegada da máquina de lavar roupas representou uma mudança significativa para toda a sociedade, dada a facilidade que se tem para realizar o processo. Antigamente, porém, lavar roupas era um trabalho difícil e que exigia muito esforço, no qual as mulheres precisavam dedicar boa parte do seu tempo para isso.

Surgimento do sabãoIdeias inusitadas:

Imagine que antes dos árabes aparecerem com uma mistura de gordura animal, soda cáustica e óleos naturais, era comum misturar urina e água para clarear as roupas. Mais tarde, os europeus aperfeiçoaram a técnica de sabão utilizada no Oriente Médio e espalharam-na por todos os continentes.

LavadeirasEnquanto isso, lavar roupas ainda era um trabalhão para as chamadas “lavadeiras”, que eram obrigadas a fazer o trabalho longe de casa. Assim, elas se dirigiam até a beira do rio, fontes e até chafarizes para poder deixar tudo limpo.

Prancha de lavagemEm 1797 surgiu o primeiro protótipo da máquina de lavar: uma prancha que lavava e escorria a roupa. Como o processo era demorado e nada prático, requeria bastante esforço físico das mulheres. Não é preciso imaginar que logo alguém criasse um aparelho que facilitasse o processo. Eis que em 1858 o americano Hamilton Smith patenteia a primeira máquina rotativa, ideia que infelizmente não vingou.

Modelo de BlackstoneCriando um presente:

Para surpreender a esposa, um comerciante norte-americano chamado William Blackstone decidiu construir uma máquina para lavar e remover sujeira das roupas. Influenciado pela máquina de Smith, o aparato de Blackstone consistia em uma tina sob uma tábua de madeira lisa com seis estacas, sendo movida à manivela.

 

Assim, a roupa era empurrada entre os paus, ao mesmo tempo em que era passada água quente e sabão. A partir daí, Blackstone começou a vender tais máquinas. Como a procura pela invenção era grande, a concorrência tratou de aprimorar o produto, criando instrumentos para torcer a roupa ou a utilização de tinas de metal. E com o uso de motores à gasolina e à vapor, a manivela pôde ser substituída,  abdicando do trabalho manual.

Lavadora elétricaMais energia:

O aparecimento do motor elétrico em 1906 significou um salto importante na evolução da lavadora. Porém, no início, a máquina não estava bem protegida, causando diversos curtos circuitos. Isso acontecia porque o motor estava colocado na parte externa ao alcance da água. Apesar disso, pela possibilidade de poder lavar várias roupas ao mesmo tempo, logo a máquina passou a ser produzida em larga escala.

Praticidade para as mulheresLiberdade para as donas de casa:

Além de garantir que as roupas fiquem limpas e cheirosas, a entrada da máquina de lavar nas residências possibilitou às mulheres a chance de terem autonomia. Se antes da máquina elas ficavam horas lavando à mão as roupas, agora elas teriam mais tempo livre para se dedicar outros afazeres.

Prova disso é a reportagem realizada por um jornal do Vaticano com o título “A máquina de lavar e a liberação das mulheres”. Na reportagem, escrita pela historiadora Julia Oglioci, o eletrodoméstico foi responsável por revolucionar o cotidiano das mulheres e o considera mais importante que a pílula anticoncepcional. A justificativa é que as outras mudanças só foram possíveis porque elas tiveram mais tempo livre para o mundo lá fora, se tornando independentes.

Máquina de lavar modernaNovas funções:

Com o passar dos anos, foram introduzidas novas funções que trouxeram mais facilidade e dinamismo para as máquinas de lavar. Em 1957, por exemplo, foi criada a lavadora com cinco botões, que controlavam a temperatura para lavar e enxaguar, a velocidade de agitação e de rotação. Nos anos 60 foi adicionada a centrifugação,  facilitando para quem possuía uma residência pequena e precisava do aparelho. Foi nessa mesma época que a máquina chegou ao Brasil.

Atualmente, são dois modelos básicos: um com abertura frontal, mais popular na Europa e Oriente Médio, que possui cilindro montado horizontalmente, sem um agitador central; o outro com abertura superior, popular nos Estados Unidos e no Brasil, que trabalha com o cilindro montado verticalmente e possui um agitador central.

Os dois modelos possuem a capacidade de lavar automaticamente, propelidos por motor elétrico, executando ciclos de lavagem, enxágue e centrifugação. Além disso, hoje é possível secar a roupa com ar quente após a lavagem. Hoje existem máquinas com comandos eletrônicos ligados à internet, que permitem que o usuário monitore a lavagem. Quem quer mais praticidade do que isso?

Veja artigos relacionados

Comentários (0)

Deixe o seu comentário!